Suj’arte

sujarte image smallestNuma semana em que são esperadas várias acções de protesto no âmbito das alterações climáticas e da justiça ambiental, o colectivo Suj’Arte organizou o festival a “Arte de Limpar o Petróleo”. O festival decorreu nos dias 29 e 30 de Novembro e consistiu numa série de acções de limpeza da imagem da única proprietária do grupo Partex Oil and Gas (Holdings) Corporation – a Fundação Calouste Gulbenkian.

O festival comportou a realização de três actos simbólicos:

Acto I – Corrida pela lavagem

A Gulbenkian e a Partex são faces da mesma moeda! Os lucros provenientes das actividades de exploração de gás e petróleo da Partex são entregues à Fundação e, posteriormente, usados no financiamento das suas actividades e projectos. No dia 29 de Novembro estreitámos a distância entre a Partex e a Gulbenkian e percorremos a rua numa acção de transformação da bandeira filantropa e artística da Fundação.

Acto II – Arte suja

A Fundação Gulbenkian detém 100% do grupo Partex Oil and Gas. Em 2014, tinha um fundo de capital da Fundação que ultrapassava os 2 834 milhões de euros, sendo que cerca 852.1 milhões de euros eram activos petrolíferos. Os lucros provenientes das actividades do grupo PARTEX Petróleo e Gás Grupo Partex são entregues para o seu único accionista, a Fundação Calouste Gulbenkian, e usados para financiar projectos de desenvolvimento comunitário, culturais, artísticos e ambientais, que apenas servem de fachada para práticas de destruição ambiental. Precisamos de reconhecer as instituições que se preocupam em promover atitudes, comportamentos e investimentos que reduzam a pegada ecológica. A Gulbenkian não é uma dessas instituições, e por isso recebeu um prémio à sua medida. Entregámos uma estatueta cheia de petróleo.

Acto III – Lavadeir@s em acção

Numa altura em que são conhecidos os efeitos nocivos da exploração de combustíveis fósseis (ex: contaminação dos aquíferos; perturbação dos animais marinhos; poluição atmosférica através da libertação de gases de efeito de estufa, etc.) foram cedidas várias concessões de direitos de prospecção, pesquisa, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural em Portugal. Vári@s lavadeir@s foram contratad@s para fazer uma representação pública das práticas diárias da Gulbenkian na lavagem das peças de arte sempre tão sujas de petróleo.

Queremos que a nossa arte, cultura, educação e investigação sejam 100% limpas de combustíveis fósseis e livres de qualquer tipo de opressão e exploração dos recursos.

Suj’Arte
Climate Games
Lisboa, 1 de Dezembro, 2015

Advertisements