Concentração: CETA discutida na Assembleia da República

Apelo, 12 Janeiro : Mobilização da sociedade civil portuguesa para a concentração frente à AR no âmbito da petição pelo debate público do CETA

ceta-ar

2016 foi um ano muito bem sucedido na luta contra os acordos comerciais tóxicos e em defesa de um comércio internacional mais justo! O TTIP, o acordo comercial entre a União Europeia (UE) e os Estados Unidos da América (EUA), está num forte impasse e, neste momento, parece pouco provável que se venha a concretizar

Já o CETA, o acordo comercial entre o Canadá e a UE, acabou por ser assinado e será votado no Parlamento Europeu no início de 2017. Esta votação foi adiada, graças à atenção e pressão da sociedade civil e das PMEs.

Entretanto, no início de Dezembro de 2016, a Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais do Parlamento Europeu emitiu um parecer negativo em relação ao CETA, sublinhando o seu risco para o mercado laboral e para as PMEs europeias.  Outras comissões emitirão a sua posição sobre o CETA nas primeiras semanas de 2017.

Este é pois o momento mais sensível do processo de votação do CETA e mais urgente para a mobilização da sociedade civil. Nesse sentido, apelamos à participação de todas a organizações da sociedade civil portuguesa e dos cidadãos para a defesa de um comércio internacional mais justo.

No próximo dia 12 de Janeiro será discutida na Assembleia da República(AR) a petição nacional que demanda a realização de um debate do CETA a nível nacional.

Nessa ocasião, haverá uma concentração com microfone aberto em frente à AR pelas 15h para a qual contamos consigo!

Juntemo-nos neste momento fulcral do debate sobre o futuro do comércio internacional e das suas implicações para o ambiente e a saúde pública!

Esperamos por si junto à escadaria da Assembleia de República para demonstrar aos deputados nacionais a preocupação da sociedade civil portuguesa com o futuro da economia, ambiente e saúde pública em Portugal.

A sociedade civil de Portugal não pode ficar de braços cruzados!

Juntos, por um comércio internacional mais justo!

Plataforma Não ao Tratado Transatlântico

Advertisements