À Beira da Extinção, O Que Fazer?

Poster XR-talks

REBELIÃO DE EXTINÇÃO
Semana Internacional de Rebelião 15-21 de abril

O planeta está numa crise ecológica: estamos no meio da sexta extinção em massa. Os e as cientistas alertam que podemos ter entrado num período de caos climático. Isto é uma emergência global sem precedentes. O país e as populações estão sob um risco grave.

Nesta apresentação pública, vamos partilhar a ciência climática mais atual, discutir o ponto de situação das políticas climáticas e oferecer soluções de acordo com estudos dos movimentos sociais.

Toda a gente é bem-vinda e vamos ter bastante tempo para perguntas e comentários. A entrada é livre mas pedimos donativos para cobrir as despesas de viagem d@s oradorxs, se puderes.

Links para os eventos de Facebook:
https://www.facebook.com/pg/climaximopt/events/

*

Queres marcar uma apresentação no teu bairro / na tua escola / na tua faculdade / na tua associação? Fala connosco.

*

Mais informações:
https://rebellion.earth

Advertisements

Curso Intensivo em Ativismo Climático #1: Ciência Climática

Nesta primeira sessão, discutimos sobre

  • o que é o climaconsensus gap
  • alterações climáticas históricas e naturais
  • alterações climáticas antropogênicas
  • combustíveis fósseis
  • emissões de gases com efeito de estufa
  • mecanismos de realimentação positiva
  • limites planetários
  • consenso cientifico sobre o aquecimento global
  • Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima e Conferências das Partes (COP)
  • Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas

Podes encontrar aqui o documento distribuído na sessão: Curso Intensivo 1 handouts

Para saber mais, algumas fontes interessantes são:

A próxima sessão, sobre justiça climática, é no dia 22 de novembro. Até já!

Lançamento do relatório: “Empregos para o Clima” em Portugal

A Campanha internacional “Empregos para o Clima” existe em Portugal desde 2015 e conta com o apoio de várias organizações cívicas, sindicais e ambientais.

Ao longo do último ano a campanha contou com a colaboração de vários académicos e ativistas para elaborar um relatório sobre os empregos necessários para a transição energética em Portugal.

Que empregos? Em que setores? Com que custos? Que transição? A publicação foca-se nestas e outras questões, avançando a estimativa global de 100 000 novos empregos para reduzir as emissões poluentes de Portugal em 60-70%, em 15 anos.

O lançamento do relatório “Empregos para o Clima” terá lugar no dia 19 de outubro (quinta-feira) pelas 19h no auditório do CES- Lisboa (Picoas Plaza), e contará com a presença de:

Manuel Carvalho da Silva – CES-Lisboa (comentador)
Ana Delicado – Instituto de Ciências Sociais, UL (oradora)
Américo Monteiro – CGTP-IN (orador)
Ana Mourão – Climáximo (moderadora)

25% das candidaturas às câmaras municipais do litoral português comprometeram-se com o combate à prospeção e exploração de petróleo e gás

COMUNICADO DE IMPRENSA

25% das candidaturas às câmaras municipais do litoral português comprometeram-se até ao momento com o combate à prospeção e exploração de petróleo e gás em Portugal

A campanha Autarquias Livres de Petróleo e Gás apresentou este sábado os resultados obtidos até dia 23 de Setembro. 81 cabeças de lista de candidaturas às câmaras municipais desde Matosinhos até Vila Real de Santo António comprometeram-se a fazer tudo para que os seus municípios sejam Zonas Livres de Petróleo e Gás, travando as concessões de prospecção e exploração de petróleo e gás em Portugal.

Esta campanha, que reúne 18 organizações locais e nacionais, contactou durante os últimos meses 261 candidaturas de vários partidos em 58 municípios afetados pelas concessões de exploração de petróleo e gás. Dificuldades de obtenção de contactos junto da Comissão Nacional de Eleições, câmaras municipais e tribunais levaram a que algumas candidaturas nestes municípios não tivessem sido contactadas. Contudo, a campanha conseguiu contactar mais de 80% dos/das candidatos/as.

Os resultados, a uma semana do ato eleitoral de 1 de Outubro, são 81 compromissos assinados em 44 municípios, representando 10 partidos políticos. Estes compromissos representam 25% de todas as candidaturas e 28% de todas as candidaturas contactadas. A ausência de qualquer compromisso assinado nos municípios de Alvaiázere, Ansião, Batalha, Cantanhede, Espinho, Lourinhã, Mira, Monchique, Murtosa, Ourém, Peniche, Porto de Mós, São Brás de Alportel e Soure, assim como a ausência de qualquer compromisso por parte de cabeças de lista da CDU são os sinais mais preocupantes obtidos até ao momento. A campanha continuará a receber compromissos através do email info@autarquiaslivresdepetroleo.pt até à véspera do processo eleitoral, atualizando o mapa com a máxima brevidade possível.

A campanha avalia os resultados obtidos e expressos no mapa (pode ser consultado em autarquiaslivresdepetroleo.pt) como úteis aos eleitores preocupados com a exploração de petróleo e gás em Portugal.

As organizações envolvidas nesta campanha comprometem-se a continuar luta contra a exploração petrolífera em Portugal até todos os contratos no país terem sido cancelados e se realizar o necessário processo de descarbonização total da economia portuguesa.

*

Fotos da Apresentação

Boleia e ativismo climático na HitchFest

HitchFest 2017 * Portugal

2-6 de agosto, Marco de Canaveses

(English below)

Boleia e ativismo climático

(4 de agosto, 14h30, a confirmar: http://www.hitchfest.org/index.php/pt/programa/ )

As evidências são hoje avassaladoras: o capitalismo e o consumismo estão a destruir os ecossistemas e a mudar o clima. Ou agimos agora, ou em breve não sobrará muito por que lutar.

Através do mundo e da história, as pessoas têm-se juntado para lá dos governos e empresas, têm tomado o assunto nas suas próprias mãos. No último ano, brutou no Algarve e por todo o país a maior luta ambiental das últimas décadas, contra os planos de perfurar a terra e o mar para explorar petróleo e gás natural em Portugal.

Optar pela boleia significa viajar sem contribuir para o consumo de combustíveis fósseis. Mas há mais que podemos fazer, coletivamente.

ende

Que ações têm acontecido e vão acontecer à nossa volta? Poderão os viajantes à boleia ser como um exército móvel pela justiça social e climática? Como complementar as escolhas individuais e a organização coletiva por um futuro sustentável para todas?

Para mudar tudo, precisamos de toda a gente!

Apresentação e conversa com Sinan, do Climáximo

*

Hitchhiking and Climate Activism

(August 4th, 14:30, tbc: http://www.hitchfest.org/index.php/en/program/ )

The evidence on how capitalism and consumerism are destroying ecosystems and changing the climate is pretty striking – either we act now, or soon there won’t be much left to fight for.

Throughout the world and history, people have bypassed governments and corporations, and decided to get together and take matters in their own hands. In the Algarve and all over Portugal, people have been rising up against the recent plans to drill for gas and oil.

As hitchhikers, every time we take a lift, we move without adding on the fossil fuels consumption. But there’s different, bigger, collective stuff to be done.

What actions have been and will be happening around us? Can hitchhikers be a sort of mobile army for social and climate justice? How to complement individual choices with collective organizing for a sustainable future for all?

To change everything, we need everyone!

Presentation and talk with Sinan, from Climaximo

HitchFest 2017 * Portugal

hitch

**EN** Presentations * Concerts * Workshops * Therapies

This summer all thumbs point to Portugal!

HitchFest is a festival which will gather hitchhikers and nomad souls from all over the globe.

For four days, we’ll unpack from our backpacks skills and experiences collected on the road and share them with other travelers and all people interested. Four days for sharing about different ways of traveling, different cultures and places of the world, ecology, spirituality and activism. Four days full of music and arts, friendship and diversity. Four days to celebrate life and movement, to promote hitchhiking and the art of travelling!

The festival is donation-based – you name your price.

Be welcome!

Do you want to present a topic, movie, blog or book? Perform with music or theater? Exhibit photos or paintings? Give a workshop? Have a food or handicraft stall? Volunteer ar the festival? Share an idea or contribute in any way? Get in touch! getinvolved@hitchfest.org

http://www.hitchfest.org/
#hitchfest

**PT**
Apresentações * Concertos * Workshops * Terapias

Este verão, todos os polegares apontam para Marco de Canaveses!

A HitchFest – Festa da Boleia é a primeira edição dum festival que junta aventureir@s, viajantes à boleia ou simples curios@s, vindos das mais variadas partes do globo.

Durante quatro dias, vamos tirar da mochila conhecimentos e experiências coleccionados pela estrada fora e partilhá-las com outr@s viajantes e todas as pessoas interessadas. Quatro dias de partilha sobre diferentes formas de viajar, sobre diferentes culturas e lugares do mundo, sobre ecologia, espiritualidade e activismo. Quatro dias cheios de música e arte, amizade e diversidade. Quatro dias para celebrar a vida e a viagem!

Um encontro único e original, para dar a conhecer e fazer crescer esta arte de viajar e filosofia de vida.

Entrada por donativo livre e consciente.

Contamos contigo!

Queres apresentar um tema, filme, blogue ou livro? Actuar com música, teatro, performance…? Dar um workshop? Ter uma banca de comida/bebida ou artesanato? Ser voluntária/o? Contribuir com uma ideia? Contacta-nos! getinvolved@hitchfest.org

http://www.hitchfest.org/
#hitchfest

O petróleo dá trabalho? Debate

No debate acerca da exploração de gás e petróleo em Portugal tem-se utilizado com frequência o argumento de que uma eventual exploração petrolífera onshore e offshore seria benéfica em termos de criação de empresa. Mas será mesmo assim? Como se joga o balanço entre o emprego criado e o emprego destruído com a indústria petrolífera. Que qualidade de trabalho seria criada? Por quantos empregos é que a indústria petrolífera é hoje responsável em Portugal?

No dia 29 de outubro, os Precários Inflexíveis organizaram um debate acerca da exploração de combustíveis fósseis e a criação de emprego, enquadrado na Quinzena de Acção – Jogam com as Nossas Vidas.

Com Luis Fazendeiro, do Climáximo e João Camargo dos Precários Inflexíveis.

Apresentação “O petróleo dá trabalho?” do Luis Fazendeiro, está disponível aqui.

img_20161029_222633-768x576

 img_20161029_222646-600x450

 img_20161029_222701-600x450

Acampamento Anti-Fóssil: Programa

programa

Aqui ficam algumas das apresentações e filmes do Acampamento Anti-Fóssil.

Apresentações:
Filmes e vídeos:
Notícias sobre o Cordão Humano

Empregos para o Clima: Campanhas noutros países

oslo-may-day

A campanha “Empregos para o Clima” foi lançada durante as manifestações do 1º de maio. O próximo passo é mobilizar o máximo número de pessoas e organizações para esta campanha. Para o fazer, decidimos aprender com as experiências da implantação da mesma noutros países, particularmente no Canadá, Reino Unido e África do Sul.

Esta vai ser uma sessão informal de partilha. Temos pessoas que vão estudar as campanhas nestes países e nos vão explicar, mas não vão haver especialistas presentes. Será um momento de reflexão e aprendizagem colectivo, para todos 🙂 Se quiseres saber mais sobre a campanha, aparece!

Dia 30 de maio, segunda-feira

às 21h00

Mob: Rua dos Anjos 12F Lisboa

O evento no Facebook, aqui.

Deixar os combustíveis fósseis no chão – 29 de abril no ISA

13087285_1274694649224906_3084435221267521198_o

Os slides da apresentação estão disponíveis aqui.

Esta palestra em formato de debate tem como objectivo informar o público em geral e todas as pessoas em particular da realidade da exploração petrolífera no nosso país, mas mais concretamete sobre o que está a acontecer no Algarve. Falar-se-há de coisas como:

-Que empresas estão por trás.

-Que métodos de extração serão aplicados e quais os seus impactes ambientais.

-Esclarecimento sobre os contratos de exploração.

-Quais as matérias primas em causa.

Decorrerá pelas 16:00h de sexta feira na sala de actos do Instituto Superior de Agronomia, e contará com a intervenção do Climáximo.

dia 29 de abril, 16h00

Instituto Superior de Agronomia

O evento no Facebook, aqui.