COMUNICADO: Climáximo organiza 4º Encontro Nacional para a Justiça Climática a 15 e 16 de Março, em Lisboa

O 4º Encontro Nacional para a Justiça Climática reúne cientistas e activistas para discussão e organização de formas de luta contra as alterações climáticas.

O Climáximo, colectivo de activistas pela justiça climática, em conjunto com a AEFCSH, organiza a quarta edição do Encontro Nacional pela Justiça Climática, que terá lugar nos próximos dias 15 e 16 de Março, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, em Lisboa.

Sendo a Crise Climática a ameaça mais fulcral e premente que a Humanidade alguma vez enfrentou, a sociedade civil organiza múltiplas formas de luta contra as maiores fontes de emissões de gases de efeito de estufa, como os combustíveis fósseis, por um lado chamando a si parte das tarefas que os líderes políticos não têm coragem de levar a cabo, e por outro exigindo acção governamental imediata para o cumprimento de metas que permitam limitar o aumento de temperatura a 1,5ºC em relação aos níveis pré-industriais.

No 4º Encontro Nacional pela Justiça Climática estarão em discussão vários exemplos de lutas de movimentos sociais pela justiça climática, como o movimento Extinction Rebellion, propostas de soluções para a actual crise ecológica e mobilização para novas formas de luta, como o acampamento de acção Camp-in-Gás.

Este encontro, cujo programa completo será divulgado brevemente, contará com a presença de activistas de vários colectivos e associações nacionais e internacionais, nomeadamente a representante indígena Daiara Tukano, membros do colectivo Enge Gelände, da rede Stay Grounded e dos Ecologistas en Acción. O evento incluirá sessões públicas acerca de vários temas com relação directa com as Alterações Climáticas, bem como reuniões de trabalho e uma festa de beneficência a favor da Plataforma Algarve Livre de Petróleo.

Advertisements

Mais uma Sessão Caótico-Climática na Faculdade de Letras, 5 dez 16h30

Tempestades, tufões, secas, inundações, refugiados… O que “significa” ao certo para nós o conhecimento de que o clima do planeta está a mudar de forma drástica?

sessao_caotico_climatica

Através de uma série de exercícios performativos, vamos mais uma vez explorar a distância entre o conhecimento abstrato de um fenómeno e o sentimento visceral dos muitos significados pessoais que ele pode assumir para nós, de forma inconsciente.

Na segunda-feira 5 de dezembro, às 16h30 (sala a confirmar), o Climáximo, em conjunto com a Lista M – MELL da Associação de Estudantes, vai organizar mais uma Sessão Caótica-Climática.

Aparece e trás um@ amig@ também! 🙂